domingo, 23 de agosto de 2009

A grande Caldeirada do Isaltino

video

Isto é uma Caldeirada que me foi oferecida por uma amiga minha que tem contas na Suiça e uns negóciozitos com uns empreiteiros que por sua vez meteram umas cunhas a uns políticos amigos, para ver se lhe aprovam uns projectos ou se, pelo menos, a autorizam a fazer mais dois andares numas casas clandestinas que ela tem numa área protegida, com ordem de demolição há vários anos mas que ela, com umas ofertas em envelopes ao autarca local, tem conseguido protelar...( to be continued)

Enviado pela Contessa

3 comentários:

  1. Galo...
    Pois é.
    Quem tem telhados de vidro, não pode dar-se ao luxo de apregoar os podres alheios!
    Ainda me lembro muito bem dos meus tempos idos de trabalhadora do Estado, quando um certo empresário lisboeta, a soldo do capitalismo yankee, chauvinista de nascença, me oferecia "luvas" king size - que obviamente nunca aceitei - para que eu o colocasse na primeira posição dos concursos públicos que abria, em detrimento dos outros candidatos, quantas vezes com propostas menos onerosas e mais convenientes para o erário público...
    Isto para não falar do envolvimento no escândalo da D. Branca, das contas com "um primo" na Suíça, dos negócios obscuros em Macau e da "transparência" das outras negociatas com o BPN, que colocaram fortunas em off-shore, e coleccões de arte nas caves do dito...

    ResponderExcluir
  2. Tenho receio de comentar...porque todos imaginamos a porcaria que alastra no país, pois de outro modo não se consegue justicar as belas moradis, os carros carissimos, etc. etc nas mãos de gente que sempre se sabia de origem pobre.Os exemplos são às centenas na ploitica e fora dela.Até se diz á boca cheia que muitos daqueles bens são comprados com dinheiro bem vivinho!
    E as Finanças não vêm nada disto.Ceguinhos ou óculos de vidros muito escurinhos...É mais fácil correrem em busca das dividas das pequenas e indefesas empresas.
    será que já me excedi ?

    ResponderExcluir
  3. Não se excedeu em nada. Desta vez estou inteiramente do seu lado.
    Já em relação à Senhora( é assim que ela gosta que se escreva)lá de cima, não se percebe nada no meio do arrozoado de explicações...

    ResponderExcluir