quarta-feira, 22 de abril de 2009

A Lenda do Galo de Barcelos


video

Nunca tinha visto o célebre vídeo do Freeport até hoje, e quando resolvi colocá-lo aqui no"Galo", fui procurar no YouTube e observei, com atenção, as diversas versões, mais ou menos alargadas, com locução off ou inside, com câmara oculta ou às claras. E tenho que reconhecer que, depois de todos esses visionamentos. estava com mais dúvidas no final, do que ao início. Um tal senhor Charles Smith que, para justificar a saída sem comprovativos de verbas avultadas, afirma ter dado dinheiro ao Primeiro Ministro, ao Secretário do mesmo ou ao Primo do dito, tem tanta credibilidade como o fulano do café da esquina que diz que anda a dar umas voltas com a secretária do patrão. E depois, o pagamento de 600 000€, em parcelas de 3/4000€, obrigaria a 150 ou 200 entregas, em dinheiro vivo, no espaço de dois anos. É só fazer as contas, como dizia o outro - são dois pagamentos por semana. E onde ? E a quem? Que alguém ganhou com esta situação está fora de causa, que se deve levar a investigação a bom porto também, mas não gostamos de linchamentos populares...

Por todas estas dúvidas, e porque o "Galo"não aprecia falar mal só por falar, assim como não gosta de propagar boatos em que não acredita, resolvemos substituir o célebre e polémico vídeo pelo da Lenda do Galo de Barcelos.

Também fala de um crime, de falsos testemunhos, de uma condenação popular...e tem muito mais a ver com este blogue...

5 comentários:

  1. Na minha assim não tão modesta opinião, o Sócrates e os outros têm exactamente o povinho que merecem, valha-lhes deus --- se ele se der aos trabalhos de existir, por acaso --- e vice-versa. Danem-se todos, se fazem o favor. :-((

    ResponderExcluir
  2. O Povo não tem muito a ver com o Sócrates e outros que tais.

    ResponderExcluir
  3. Neste caso tenho um ponto de vista diferente do galo. Penso que o vídeo deverá ser divulgado ao máximo e as pessoas tiram as conclusões que entenderem.
    A minha, por exemplo, é que o PM, directa ou indirectamente, tem que estar envolvido. Mas essa é só a minha modesta opinião.

    ResponderExcluir
  4. Essa lenda é de verdade ou de mentirinha?

    ResponderExcluir
  5. Estimados leitores !
    Aguardemos a Justiça tartaruga, mas o que vos posso garantir é que as aprovações em todas as estruturas do Ministério do Ambiente não andam à velocidade do que aconteceu no caso em apreço.
    De qualquer forma, envolver quaiquer pessoas publicamente, em casos sob a alçada do Ministério Público, é altamente condenável e reprovável.

    ResponderExcluir