sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mãe há só uma ( ...mas neste caso havia duas!)


Desde sempre que defendo a importância dos comentários num blog ( ou, pelo menos, neste blog!).
Infelizmente, razões várias têm feito com que os comentaristas estejam, cada vez mais alheados, apesar do número de visitantes, leitores e seguidores ter vindo sempre a aumentar...
Um comentário pode, e muitas vezes isso acontece, enriquecer o post que o originou, como é o caso deste da Margarida, a respeito de um texto que eu escrevi no Dia da Mãe.
"...Margarida Ferreira dos Santos disse...

Gostei do teu texto, do amor sem limites ou condições, que na verdade é o que melhor caracteriza o amor de Mãe. Tomei a liberdade de colocar este texto que escrevi já há algum tempo:
"Contavas, com graça, os teus sonos irrequietos das noites dos primeiros tempos, quando ainda faltavam quatro horas para que também eu acordasse.
Lembro o cheiro da tua pele, a doçura dos teus abraços, a alegria transformada em sorriso com que os lábios beijavam todos os dias.
Como um ribeiro fresco arrefecias a minha vontade de tudo querer fazer ao mesmo tempo.
Lembro-me de ti nas minhas primeiras guerras vitoriosas, nos jogos em que ganhava sempre e só mais tarde descobri que estavam viciados por amor.
Vivo agora um rio vazio quando sinto a tua ausência, quando estás esquecida no teu mundo que já não é nosso, quando me atiras com palavras até então desconhecidas ou quando caminhas sem me querer ao teu lado.
Convivo mal com a bicicleta cor de sangue que me deste e ainda tenho, com o Taihti pintado por Gaugin ou Diego Rivera que tu sempre adoraste, com as fotografias de Marraquexe repletas de cores e cheiros diferentes que ambas fizemos.
Lembro-me de ti, Mãe, sempre, mas já não suporto a dor das recordações. Quero-te!
Procuro-te continuamente e perco as forças, perco o ânimo, pergunto-te, pergunto-me porque não estás?"
Obrigado, Margarida (...e Parabéns!).

7 comentários:

  1. Parabéns Margarida F. S.

    :-)

    Quanto ao teu intróito J. pedacinho de newsflash 4 u: está assim em todo o lado, e não vai dar muito para fazeres uma revolução sózinho, 'tás-me a topar ?

    ;-)

    ResponderExcluir
  2. Super, hiper, mega Parabéns MFS!
    E tb ao João pela sensibilidade!

    ResponderExcluir
  3. Dois textos diferentes, no entanto "dignos" um do outro!

    ResponderExcluir
  4. Margarida Ferreira dos Santos8 de maio de 2010 05:31

    Obrigada pela distinção, João...então agora que tenho comentado tão pouco, embora continue "visita de capoeira"! Obrigada também pelos comnentários!
    De facto, desafios exigentes geram respostas exigentes! Embora esse não seja o tom envolvente actual, devemos continuar a exigir de nós próprios "simplesmente, o melhor"!
    Parbéns Galo pela persistência!

    ResponderExcluir
  5. Margarida Ferreira dos Santos8 de maio de 2010 05:42

    Obrigada pela distinção, João...então agora que tenho comentado tão pouco, embora continue "visita de capoeira".
    De facto, desafios exigentes geram respostas exigentes. Embora não seja o tom envolvente actual, devemos continuar a exigir de nós próprios "simplesmente, o melhor"!
    Parabéns, Galo, pela persistência!

    ResponderExcluir
  6. Merecidíssima a escolha de comentário da semana. Um verdadeiro complemento ao texto comentado.

    ResponderExcluir